Pequeno roteiro para conservação de fotos

por Memória Sindical. 04 dez 2014 . 13:01

Por José Carlos Ruy

As fotos devem ser mantidas em ambiente neutro e com temperatura adequada.

Fotos em papel

1. Ambiente neutro: as pastas onde serão alojadas devem ser feitas de papel neutro branco ou, no mínimo, poliondas (PVC) branca.

2. Não se deve escrever no verso das fotos; se for imprescindível, reduzir ao mínimo e escrever com lápis de grafite (que não interfere quimicamente com o papel da foto).

3. Não se deve usar etiquetas ou fita colante (durex) de nenhum tipo – o enxofre e demais produtos químicos usados na cola interferem diretamente com o papel e deixam marcas na imagem.

4. O sistema ideal é alojar as fotos em pastas de papel neutro (ou poliondas PVC); cada foto deve ser colocada, individualmente, em um envelope de plástico (pvc) (o melhor são os saquinhos usados para congelar alimentos, que podem ser comprados em qualquer supermercado).

5. As informações sobre a foto devem estar escritas num arquivo de computador próprio, ou em uma ficha de papel. O local onde as informações estiverem registradas deve conter o número ou a palavra específica que identifica aquela foto; este identificador (número ou a palavra específica) pode estar escrito no verso da foto, a lápis de grafite e em todos os invólucros (pastas e envelopes) usados para conservar aquela foto.

6. O ideal é usar arquivo ou prateleiras de aço – a madeira usada em muitos utensílios como estes sofrem tratamento químico e os produtos químicos permanecem, podendo (e isso quase sempre acontece) interagir com a foto, com prejuízos que podem ser fatais.

7. As fotos devem ser alojadas em local com temperatura controlada; o ideal é mantê-las no mínimo a 17º C. Se não for possível, é preciso evitar grandes variações de temperatura.

Fotos coloridas (slides)

8. As fotos coloridas (slides) são formadas por quatro camadas de gelatina sobre uma base de plástico (uma camada para preto e branco, e as outras três para as cores primárias magenta, amarelo, ciano – veja mais neste link).

9. A composição gelatinosa do slide o torna muito suscetível a variações de temperatura, temperaturas altas e, principalmente, fungos.

10. Os slides precisam ser alojados em:

a.  Ambiente de baixa temperatura: além de conservar a foto de forma mais adequada, impede a proliferação de fungos que comem a gelatina que forma a foto.

b. Cartelas de PVC neutro (moles e flexíveis), que não contém plastificantes usados para enrijecer as cartelas – com o calor o plastificante sai (transpira) e aloja-se sobre o slide, destruindo-o.

c. As fotos devem ser alojadas longe da luz, em ambiente protegido e escuro.

d. Qualquer anotação feita na foto deve ser feita em sua moldura, evitando o uso de etiquetas ou fitas adesivas, em procedimento semelhante ao usado nas fotos em papel.

__________________________

José Carlos Ruy, jornalista e pesquisador, foi gerente do arquivo da Editora Abril (Dedoc) e da Editora Globo (Cedoc)

Comentários



ÚLTIMAS DE

Dicas de Organização de Arquivos

Depoimento de Melquíades Araújo

Artigos e Entrevistas

  Melquíades Araújo é Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação no Estado de São Paulo – Fetiasp, e 1º vice-presidente da Força...

VER MATÉRIA

Entrevista com Luiz Antônio de Medeiros

Artigos e Entrevistas

Luiz Antônio de Medeiros é metalúrgico, fundador e presidente da Força Sindical de 1991 até 1999. Foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo....

VER MATÉRIA

Entrevista com Nilton Souza da Silva (Neco)

Artigos e Entrevistas

Nilton Souza da Silva (Neco) Comerciário, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre, (Sindec), secretário de Relações Internacionais da Força Sindical e...

VER MATÉRIA

A verdade sobre Manoel Fiel Filho

Artigos e Entrevistas

Manoel Fiel Filho No dia 24 de junho de 2015, o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou à Justiça Federal sete ex-agentes da...

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL