Pedro e os Lobos, Roberto Laque

por Memória Sindical. 30 jan 2013 . 11:08

pedro-1Os Anos de Chumbo narrados a partir da ótica da guerrilha

Sete anos de pesquisa, a história recente do Brasil ainda pra ser contada em sua plenitude, e a vida louca de um personagem ímpar , o ex-sargento Pedro Lobo de Oliveira. Estes são os ingredientes que geraram o livro Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano, escrito pelo jornalista João Roberto Laque.

“Meu livro é uma biografia, mas serve também como livro de História, da história recente do nosso país que ainda fervilha a cada nova revelação de seus agentes e que tem na presidente eleita um de seus atores” diz o autor. “A percepção de que faltava um livro com linguagem acessível sobre a resistência à ditadura militar implantada no Brasil pela força das baionetas em março de 1964 me levou a esse texto”, completa ele. pedro-2

No livro estão, a renúncia de Jânio, a posse de Jango, o golpe de 1964 e a resistência armada, com destaque para a origem das organizações clandestinas e um completo relato de seus atentados a bomba, assaltos a banco e sequestros de diplomatas estrangeiros. Nas 640 paginas de Pedro e os Lobos são detalhados ainda os bastidores do poder, a edição do AI-5, a tortura imposta pela repressão política, os movimentos pela anistia, as greves do ABC e a redemocratização do Brasil. De quebra, vem a trajetória de vida de Pedro Lobo de Oliveira, um ex-sargento obstinado que largou tudo para mergulhar de cabeça no caldeirão fumegante da guerrilha.

pedro-3Companheiro do lendário capitão Carlos Lamarca, Pedro assalta bancos, invade hospitais militares, explode quartéis e fuzila, para comemorar o aniversário da morte de Che Guevara, um capitão norte-americano que havia se tornado herói de guerra no Vietnã. Capturado no início de 69, o ex-sargento será barbaramente torturado e terá de cumprir ano e meio de cadeia até ser banido do país durante o sequestro dum embaixador alemão. Depois de passar por Argélia, Cuba, Chile e Argentina, ele viverá, por oito anos, na Alemanha Oriental, atrás do que o Ocidente costumava chamar de A Cortina de Ferro. Com a anistia, Pedro Lobo volta ao Brasil onde é reintegrado aos quadros da Polícia Militar como se sua vida encerrasse um caprichoso ciclo. Hoje, um pacato capitão PM aposentado, o ex-guerrilheiro vive em São José dos Campos, interior do Estado de São Paulo.

Pedro e os Lobos foi considerado um dos cinco melhores livros na categoria livro-reportagem pelo júri do Prêmio Jabuti 2011 e está gerando um documentário que deverá chegar aos cinemas ainda este ano.

Para conhecer melhor a obra ou comprar o livro com desconto acesse www.guerrilhanobrasil.blogspot.com.br

Pedro e os Lobos – Os anos de chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano.

João Roberto Laque

Ava Editorial, SP, 2010

Comentários



ÚLTIMAS DE

Dicas de Leitura

Depoimento de Melquíades Araújo

Artigos e Entrevistas

  Melquíades Araújo é Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação no Estado de São Paulo – Fetiasp, e 1º vice-presidente da Força...

VER MATÉRIA

Entrevista com Luiz Antônio de Medeiros

Artigos e Entrevistas

Luiz Antônio de Medeiros é metalúrgico, fundador e presidente da Força Sindical de 1991 até 1999. Foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo....

VER MATÉRIA

Entrevista com Nilton Souza da Silva (Neco)

Artigos e Entrevistas

Nilton Souza da Silva (Neco) Comerciário, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre, (Sindec), secretário de Relações Internacionais da Força Sindical e...

VER MATÉRIA

A verdade sobre Manoel Fiel Filho

Artigos e Entrevistas

Manoel Fiel Filho No dia 24 de junho de 2015, o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou à Justiça Federal sete ex-agentes da...

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL