Nair Goulart ganha Comenda Maria Quitéria

por Memória Sindical. 02 abr 2014 . 11:54


A trajetória de vida de Nair Goulart é exemplo para as mulheres brasileiras

A luta de Nair Goulart nas trincheiras do sindicalismo brasileiro é marca indissociável de sua trajetória de vida. Essa longa jornada de superação e de conquista ganhou um capítulo especial com a outorga da Comenda Maria Quitéria, na Câmara Municipal de Salvador, na noite desta sexta-feira (28), por iniciativa da vereadora Fabíola Mansur (PSB). A homenageada está à frente da Força Sindical Bahia e é presidente adjunta da Confederação Sindical Internacional.

A solenidade no Plenário Cosme de Farias foi aberta pelo presidente da Casa, vereador Paulo Câmara (PSDB), que formou a mesa de trabalho com a homenageada Nair Goulart; a vereadora Fabíola Mansur; a senadora Lídice da Mata (PSB); o ex-secretário estadual de Turismo Domingos Leonelli; o presidente do Sindicato da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav), Bebeto Galvão; e Alice Bittencourt, representando a Secretaria de Política para as Mulheres do Estado da Bahia.
 Ao assumir a presidência dos trabalhos, em discurso no púlpito, a vereadora Fabíola Mansur sintetizou a homenageada como “defensora do mundo”. Lembrou dos seus momentos difíceis, quando foi empregada doméstica e trabalhou em fábricas em São Paulo. Ressaltou a sua ascensão no campo político-sindical ao atuar na linha de frente dos que lutavam por uma sociedade mais justa e igualitária.

Guerreira

Para Fabíola, “Nair Goulart é uma mulher guerreira que inspira outras mulheres”. Após reforçar a importância histórica da Comenda Maria Quitéria, a primeira honraria outorgada no seu mandato, a vereadora apresentou um vídeo contando a história de superação e de luta da homenageada.

Após receber da senadora Lídice da Mata a Comenda Maria Quitéria, Nair fez os seus agradecimentos e frisou que “é uma honra e um estímulo para continuar lutando”. Ao falar de si, pontuou três referências que alicerçaram a sua vida: os pais José (pedreiro) e Luzia (lavadeira de roupa); o ingresso na militância de esquerda, no Polop (Organização Revolucionária Marxista Política Operária); e a tomada de consciência por ser mulher.

Sobre a vinda à Bahia, em 2000, para organizar a sua corrente sindical, lembrou que “não foi fácil construir a Força Sindical Bahia”. Hoje são 168 sindicatos filiados.

A homenageada nasceu em 1951, em Dores do Indaiá, em Minas Gerais. Iniciou a vida política na década de 1970, em Divinópolis, também em terras mineiras. Mudou-se para São Paulo, em 1977, fugindo de perseguição da Polícia Federal.

Reconhecimento

Quebrando o protocolo da solenidade, os integrantes da mesa falaram por dois minutos. Nos pronunciamentos, a certeza de ser uma justa homenagem que a Câmara prestava ao reconhecer publicamente a atuação de Nair Goulart na militância sindical.

Os vereadores Geraldo Junior (SDD), Arnando Lessa (PT), Marcell Moraes (PV) e Gilmar Santiago (PT) conduziram a homenageada pelo plenário à mesa de trabalho, tendo à frente a autora da proposição, vereadora Fabíola Mansur.

O Hino Nacional foi executado pela violonista Marília Sodré e pela cantora Aila Meneses, que fizeram mais duas intervenções musicais no transcorrer da solenidade. Também participou com o toque musical baiano a banda percussionista Tambores e Cores.

Dezenas de lideranças sindicais conferiam a solenidade. A justa homenagem, conforme Fabíola Mansur, abrilhantou ainda mais o mês dedicado às mulheres.

Fonte: Câmara Municipal de Salvador e Força Sindical Bahia

Comentários



ÚLTIMAS DE

Galeria de Videos

Depoimento de Newton Candido

Histórias de Vida

Newton Candido foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Caetano e assessor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Realizado em 15/04/1989 por...

VER MATÉRIA

Transcrição da entrevista com Joaquim dos Santos Andrade no Roda Viva

Histórias de Vida

Entrevista com Joaquim dos Santos Andrade no Programa Roda Viva, TV Cultura, 06/07/1987

VER MATÉRIA

Depoimento de Melquíades Araújo

Artigos e Entrevistas

  Melquíades Araújo é Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação no Estado de São Paulo – Fetiasp, e 1º vice-presidente da Força...

VER MATÉRIA

Entrevista com Luiz Antônio de Medeiros

Artigos e Entrevistas

Luiz Antônio de Medeiros é metalúrgico, fundador e presidente da Força Sindical de 1991 até 1999. Foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo....

VER MATÉRIA

Entrevista com Nilton Souza da Silva (Neco)

Artigos e Entrevistas

Nilton Souza da Silva (Neco) Comerciário, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre, (Sindec), secretário de Relações Internacionais da Força Sindical e...

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL