Dia da Luta Operária homenageia Eunice Longo e Raphael Martinelli

por jawsdigital. 26 jun 2019 . 15:30

“A Plebe”, São Paulo, SP, 21 de julho de 1917.

No Dia da Luta Operária (9 de Julho) os sindicalistas Eunice Longo (artesã, ex-diretora do Sindicato dos Têxteis de São Paulo) e Raphael Martinelli (ferroviário, ex-integrante do Comando Geral dos Trabalhadores – CGT) serão homenageados com o troféu José Martinez, pelo histórico de vida em defesa do movimento operário brasileiro.

A homenagem será feita pelo vereador Antonio Donato (PT) em parceria com centrais sindicais (entre elas Força Sindical, CUT, Conlutas, UGT), organizações de estudo e apoio aos movimentos sociais (Centro de Memória Sindical, Cedem-Unesp, IIEP e Oboré) e pesquisadores, escritores e consultores do tema (Gilberto Maringoni, José Luiz Del Roio e João Guilherme Vargas Neto).

As indicações de Eunice Longo e Raphael Martinelli para serem homenageados partiu de representantes do coletivo acima, tendo em vista o empenho deles na organização e mobilização das categorias dos ferroviários, das tecelãs e de outros profissionais.

O nome do troféu presta homenagem ao sapateiro anarco-sindicalista José Martinez. Há 102 anos, no dia 9 de julho de 1917, ele foi baleado por soldados da antiga Força Pública, que reprimiam um piquete durante a greve que tomou conta de várias empresas em São Paulo.

Martinez faleceu dias após ser baleado. Sua morte incendiou a paralisação, cuja pauta era mais salários e melhores condições de trabalho. O movimento se espalhou para outros estados e é considerada a primeira greve geral do Brasil.

O Dia da Luta Operária foi instituído por lei municipal (nº 16.634/17) de autoria do vereador Antonio Donato, em memória da paralisação de 1917.

O ato político pela passagem da data e a homenagem a Longo e Martinelli será às 9 horas do dia 9 de julho de 2019, no antigo Moinho Matarazzo (Rua do Bucolismo, 81, Brás). Foi próximo a este local que José Martinez foi baleado em 1917.

SERVIÇO

DIA DA LUTA OPERÁRIA – 9 DE JULHO

Ato político e homenagem aos sindicalistas Eunice Longo e Raphael Martinelli

LOCAL: Rua do Bucolismo, 81, Brás.

HORA: 9 horas

Comentários

  • Assinado, José Carlos do Nascimento says:

    É com grande orgulho que recebo essa notícia pela homenagem desses baluartes, pena que a geração de hoje não conhece a luta dos trabalhadores atualmente só pensão em criticar as nossa instituições. Orgulhoso de participar da categoria Têxtil há 50 anos.



ÚLTIMAS DE

Eventos

Depoimento de Newton Candido

Histórias de Vida

Newton Candido foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Caetano e assessor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Realizado em 15/04/1989 por...

VER MATÉRIA

Transcrição da entrevista com Joaquim dos Santos Andrade no Roda Viva

Histórias de Vida

VER MATÉRIA

Sindicato dos Professores de São Paulo promove debate e exposição sobre a Revolução Russa

Cultura

Acontecimento de importância decisiva no mundo contemporâneo, a Revolução Russa construiu e destruiu utopias e mudou as referências políticas e ideológicas da nossa era. Sua...

VER MATÉRIA

Vote pra valer! Não desperdice o seu direito conquistado

Apostilas de Formação

A descrença com a política é compreensível frente à flagrantes de corrupção, de mau uso do patrimônio público e da precária oferta de serviços e...

VER MATÉRIA

Visão geral do acervo

Arquivo

Centro de Memória Sindical – Arranjo do Acervo

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL