Dia da Luta Operária homenageia Eunice Longo e Raphael Martinelli

por jawsdigital. 26 jun 2019 . 15:30

“A Plebe”, São Paulo, SP, 21 de julho de 1917.

No Dia da Luta Operária (9 de Julho) os sindicalistas Eunice Longo (artesã, ex-diretora do Sindicato dos Têxteis de São Paulo) e Raphael Martinelli (ferroviário, ex-integrante do Comando Geral dos Trabalhadores – CGT) serão homenageados com o troféu José Martinez, pelo histórico de vida em defesa do movimento operário brasileiro.

A homenagem será feita pelo vereador Antonio Donato (PT) em parceria com centrais sindicais (entre elas Força Sindical, CUT, Conlutas, UGT), organizações de estudo e apoio aos movimentos sociais (Centro de Memória Sindical, Cedem-Unesp, IIEP e Oboré) e pesquisadores, escritores e consultores do tema (Gilberto Maringoni, José Luiz Del Roio e João Guilherme Vargas Neto).

As indicações de Eunice Longo e Raphael Martinelli para serem homenageados partiu de representantes do coletivo acima, tendo em vista o empenho deles na organização e mobilização das categorias dos ferroviários, das tecelãs e de outros profissionais.

O nome do troféu presta homenagem ao sapateiro anarco-sindicalista José Martinez. Há 102 anos, no dia 9 de julho de 1917, ele foi baleado por soldados da antiga Força Pública, que reprimiam um piquete durante a greve que tomou conta de várias empresas em São Paulo.

Martinez faleceu dias após ser baleado. Sua morte incendiou a paralisação, cuja pauta era mais salários e melhores condições de trabalho. O movimento se espalhou para outros estados e é considerada a primeira greve geral do Brasil.

O Dia da Luta Operária foi instituído por lei municipal (nº 16.634/17) de autoria do vereador Antonio Donato, em memória da paralisação de 1917.

O ato político pela passagem da data e a homenagem a Longo e Martinelli será às 9 horas do dia 9 de julho de 2019, no antigo Moinho Matarazzo (Rua do Bucolismo, 81, Brás). Foi próximo a este local que José Martinez foi baleado em 1917.

SERVIÇO

DIA DA LUTA OPERÁRIA – 9 DE JULHO

Ato político e homenagem aos sindicalistas Eunice Longo e Raphael Martinelli

LOCAL: Rua do Bucolismo, 81, Brás.

HORA: 9 horas

Comentários

  • Assinado, José Carlos do Nascimento says:

    É com grande orgulho que recebo essa notícia pela homenagem desses baluartes, pena que a geração de hoje não conhece a luta dos trabalhadores atualmente só pensão em criticar as nossa instituições. Orgulhoso de participar da categoria Têxtil há 50 anos.



ÚLTIMAS DE

Eventos

Vote pra valer! Não desperdice o seu direito conquistado

Apostilas de Formação

A descrença com a política é compreensível frente à flagrantes de corrupção, de mau uso do patrimônio público e da precária oferta de serviços e...

VER MATÉRIA

Visão geral do acervo

Arquivo

Centro de Memória Sindical – Arranjo do Acervo

VER MATÉRIA

Depoimento de Newton Candido

Histórias de Vida

Newton Candido foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Caetano e assessor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Realizado em 15/04/1989 por...

VER MATÉRIA

Transcrição da entrevista com Joaquim dos Santos Andrade no Roda Viva

Histórias de Vida

VER MATÉRIA

Sindicato dos Professores de São Paulo promove debate e exposição sobre a Revolução Russa

Cultura

Acontecimento de importância decisiva no mundo contemporâneo, a Revolução Russa construiu e destruiu utopias e mudou as referências políticas e ideológicas da nossa era. Sua...

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL