Vida de Solteiro, Singles

por Memória Sindical. 02 maio 2012 . 11:35

À primeira vista Singles parece apenas uma história de jovens casais. Olhando bem, percebemos sinais interessantes sobre a juventude de uma época.

FONTE: Carolina Maria Ruy

vida

Vida de Solteiro, Singles
1992, EUA
Cameron Crowe
Com Bridget Fonda, Campbell Scott, Kyra Sedgwick, e Matt Dillon

Década de 1990, parece que foi ontem. Já vivemos outra era, mas aquele despojamento e irreverência ainda influenciam a música e a moda, em um sentido mais amplo, para além do vestuário.
Não é de estranhar. Para o bem e para o mal, modernidade, despojamento, irreverência, juventude e liberdade estão no DNA do estilo grunge demonstrado em Singles. Um estilo que se expandiu da pacata e fria cidade de Seatle, para o mundo.
Ajuda muito nesta argumentação resgatar a imagem do maior ícone daquele fugaz e marcante movimento, Kurt Cobain, vocalista da banda Nirvana.
A figura perturbada de Cobain deixa claro que o conjunto de adjetivos descritos, não se traduzem, necessariamente em alegria e descontração.
Muitas vezes, ainda mais quando pensamos no liberalismo econômico que dominou os anos de 1990, o ar de descaso com o mundo no estilo de vestir, falar e se portar, é forte sintoma da falta de perspectiva da juventude.
Smells like team spirit, sucesso que fez com que o Nirvana de Kurt Cobain estourasse nas paradas, sintetizava a alma daquela geração. A música baseou-se em uma referência ao cantor que dizia: Kurt cheira ao espírito adolescente (Kurt Smells like team spirit) e foi considerada um hino da politicamente apática da Geração X. No entanto a banda cresceu desconfortável com o sucesso e teve um desfecho trágico.
O grunge não foi o primeiro movimento a escancarar uma rebeldia descrente da política e da organização social. Ele é herdeiro do punk, da década de 1970. Só que mais ameno e, mesmo considerando o suicídio de Cobain em 1994, de um modo geral, é menos destrutivo.
O filme mostra de forma bem humorada as alegrias e os riscos de uma liberdade, já velha conhecida, conquistada em gerações anteriores.
Vemos também pipocar novas preocupações como a sustentabilidade, que surge tênue como fumaça no discurso da protagonista. E onde há fumaça…
Isso tudo em uma trama simples, protagonizada por jovens na casa dos 20 e 30 anos com seus dilemas clássicos: um bom emprego, um lugar para morar e um amor.
Aos olhos de hoje chama a atenção a falta do telefone celular e da internet, que fariam toda a diferença, mas que ainda não eram disseminados.
A fita cassete em secretarias eletrônicas e a hegemonia do telefone fixo na vida de jovens modernos viviam seus últimos suspiros.
Singles ganha por tratar de temas delicados, com humor, leveza e inteligência. Com a distância do tempo ganhou também a graça da nostalgia. É daqueles filmes que nos faz pensar em quando tudo isso começou…

Comentários



ÚLTIMAS DE

Dicas de Filmes

Depoimento de Newton Candido

Histórias de Vida

Newton Candido foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Caetano e assessor do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. Realizado em 15/04/1989 por...

VER MATÉRIA

Transcrição da entrevista com Joaquim dos Santos Andrade no Roda Viva

Histórias de Vida

VER MATÉRIA

Sindicato dos Professores de São Paulo promove debate e exposição sobre a Revolução Russa

Cultura

Acontecimento de importância decisiva no mundo contemporâneo, a Revolução Russa construiu e destruiu utopias e mudou as referências políticas e ideológicas da nossa era. Sua...

VER MATÉRIA

Vote pra valer! Não desperdice o seu direito conquistado

Apostilas de Formação

A descrença com a política é compreensível frente à flagrantes de corrupção, de mau uso do patrimônio público e da precária oferta de serviços e...

VER MATÉRIA

Visão geral do acervo

Arquivo

Centro de Memória Sindical – Arranjo do Acervo

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL