28 de abril: Dia Mundial das Vítimas por Acidentes de Trabalho

por Memória Sindical. 28 abr 2016 . 12:01


Por Franklim Rabelo de Araújo

Desde que 78 trabalhadores americanos tiveram suas vidas ceifadas por uma explosão em uma mina no estado da Virgínia (EUA), em 28 de abril de 1969, campanhas são realizadas em vários países, buscando melhorias das condições de segurança e saúde no trabalho.

As estatísticas brasileiras de acidentes na área de segurança e saúde no trabalho são registradas pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), tendo como base as comunicações de acidentes de trabalho (CAT).

Os últimos registros do MTPS são de 2014 e apontam a ocorrência de 704.136 acidentes, 2.783 óbitos e 15.571 casos de doenças relacionadas ao trabalho. No período entre 2011 e 2013, excluindo os acidentes de trajeto, ocorreram 221.843 acidentes envolvendo máquinas e equipamentos, resultando em 601 óbitos, 13.724 amputações e 41.993 fraturas. Esses acidentes atingem diretamente a dignidade do trabalhador, causando um dano social irreparável para as famílias e sociedade como um todo.

A Norma Regulamentadora Nº 12 define, desde 2010, os requisitos mínimos para a prevenção de acidentes com máquinas e equipamentos, desenvolvendo ações corretivas nas empresas, com bons resultados para a prevenção de acidentes.

As normas regulamentadoras do MTPS estabelecem os requisitos mínimos para a prevenção de acidentes e doenças do trabalho em vários ambientes de trabalho. Entretanto, para sua efetiva fiscalização, há a necessidade de recomposição dos quadros da carreira da Auditoria Fiscal do Trabalho, que dispõe, atualmente, de mais de um terço de cargos vagos. Assim, o fortalecimento da Auditoria Fiscal do Trabalho propicia reflexos positivos significativos, no desempenho da importante tarefa de reduzir os acidentes de trabalho nas empresas, tornando o ambiente de trabalho saudável e sustentável.

A implementação da Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho (PNSST), determina políticas públicas para investir e enfrentar este tema, com determinação e coragem, permitindo a melhoria da segurança e saúde no trabalho no Brasil.


Franklim Rabelo de Araújo é auditor fiscal do Trabalho e diretor do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho
Ilustrações Laerte

Comentários



ÚLTIMAS DE

Datas e Fatos

Depoimento de Melquíades Araújo

Artigos e Entrevistas

  Melquíades Araújo é Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação no Estado de São Paulo – Fetiasp, e 1º vice-presidente da Força...

VER MATÉRIA

Entrevista com Luiz Antônio de Medeiros

Artigos e Entrevistas

Luiz Antônio de Medeiros é metalúrgico, fundador e presidente da Força Sindical de 1991 até 1999. Foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo....

VER MATÉRIA

Entrevista com Nilton Souza da Silva (Neco)

Artigos e Entrevistas

Nilton Souza da Silva (Neco) Comerciário, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre, (Sindec), secretário de Relações Internacionais da Força Sindical e...

VER MATÉRIA

A verdade sobre Manoel Fiel Filho

Artigos e Entrevistas

Manoel Fiel Filho No dia 24 de junho de 2015, o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou à Justiça Federal sete ex-agentes da...

VER MATÉRIA

Música e Trabalho

PLAYLIST SPOTIFY MEMÓRIA SINDICAL